Conta de água está mais cara em Samambaia e no DF




O morador de Samambaia e Brasília está pagando mais caro pela conta de água. O reajuste de 2,99%, autorizado pela Agência Reguladora (Adasa) no ano passado, começou a valer nesta segunda-feira (1º).

O acréscimo já foi repassado ao consumidor pela Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb). Na prática, quem antes pagava R$ 50, por exemplo, vai ter que desembolsar R$1,50 a mais no mês.



Ao G1, a Adasa explicou que o reajuste é referente ao Índice de Reajuste Tarifário (IRT) – concedido anualmente –, fixado em 0,93%. Este ano, no entanto, essa taxa foi somada a 2,06% da Revisão Tarifária Extraordinária (RTE).
De acordo com a legislação vigente e com o contrato de concessão do serviço, a Adasa é a responsável por fixar a tarifa máxima praticada pela Caesb. Os valores são determinados após a agência analisar os números apresentados pela companhia.



Novo aumento em junho?
Além do aumento de 2,99%, a tarifa de água vai sofrer um novo reajuste este ano. A Adasa prevê um acréscimo de 5,60% a partir de junho.
Uma audiência pública convocada pela agência reguladora para o dia 16 de abril vai estudar a proposta. Na reunião, técnicos, sociedade civil e representantes da Caesb irão avaliar se o valor está dentro do previsto e, caso não, novos cálculos serão feitos para revisar a tarifa.
O reajuste final será definido após estudos baseados, principalmente, nos índices da inflação.


Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário