Demandas LGBT serão atendidas, sim, pelos Direitos Humanos, afirma Damares

BELA MARES
A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse, nesta quarta-feira (2/1), durante a cerimônia de transmissão de cargo, que as demandas LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) são, sim, uma área de competência da pasta, sendo atribuição da Secretaria Nacional de Proteção Global, uma das oito secretarias que integram a pasta. 

Uma das diretorias dessa secretaria será a de Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, anteriormente constante como órgão da Secretaria Nacional de Cidadania. "Serão oito secretarias, e a de Proteção Global terá a diretoria que diz respeito às demandas LGBTs", afirmou a ministra. "Elas (as demandas LGBT) sempre foram atendidas em uma diretoria, nunca por uma secretaria. Bolsonaro respeitou a estrutura do governo anterior", completou.

Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário