Bolsonaro é resposta de DEUS para novo Brasil enfatiza evangélicos

 candidato do PT à presidência, Fernando Haddad ainda não percebeu, assim como seu partido, que os tempos são outros e que o povo brasileiro se cansou das mentiras petistas. Ontem, no primeiro dia de propaganda eleitoral na tevê, o PT tentou mostrar um Jair Messias Bolsonaro que simplesmente não existe, na pífia tentativa de desqualificá-lo perante o eleitor. Quem sempre implantou ódio contra adversários foi o próprio PT.
Agora o PT tenta desesperadamente mostrar ao eleitor três pontos neste segundo turno: Que não usa mais a cor vermelha do partido no material de Haddad; que imputa a Bolsonaro a disseminação do ódio no país e que Haddad agora é religioso e acredita em Deus. Puro jogo de marketing petista!
Não adianta chorar. O Brasil de 2018 quer um país novo, sem corrupção, corruptos nem presidiários por trás de candidaturas. O povo acordou e o PT não percebeu, mesmo tendo ficado 12 anos no poder, tamanha mudança.
Quem dividiu o Brasil foi o PT. Quem fez a violência e a promiscuidade crescer no Brasil foram os petistas e seus amigos socialistas e comunistas. Quem roubou a Petrobras e usou dinheiro para eleger seus políticos nas últimas eleições foi o PT! Quem foi considerado o pior prefeito do Brasil se chama Fernando Haddad. Quem responde a processos e denúncias é Haddad. Quem visita corrupto na cadeia é Haddad! Então o PT e Haddad querem enganar a quem nestas eleições?
Ontem mesmo Haddad bateu de frente com a igreja Universal e quebrou a cara. A Igreja Universal do Reino de Deus rebateu, em nota divulgada nesta sexta-feira (12/10), críticas do candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, ao seu líder, bispo Edir Macedo. Em entrevista concedida após uma missa católica na zona sul de São Paulo, por ocasião do feriado de Nossa Senhora Aparecida, Haddad criticou o apoio do bispo à candidatura de Jair Bolsonaro, do PSL.
“Bolsonaro é o casamento do neoliberalismo desalmado representado pelo Paulo Guedes, que corta diretos trabalhistas e sociais, com o fundamentalismo charlatão do Edir Macedo”,afirmou Haddad.
“Com sua fala criminosa, o ex-prefeito de São Paulo desrespeita não apenas os mais de 7 milhões de adeptos da Universal apenas no Brasil, mas todos os brasileiros católicos e evangélicos que não querem a volta ao poder de um partido político que tem como projeto a destruição dos valores cristãos”, disse a Igreja em nota.
“Quando o bispo Edir Macedo apoiou o Partido dos Trabalhadores (PT) e o ex-presidente Lula, o apoio era muito bem-vindo. Agora, quando o líder espiritual da Universal declara que seu candidato é Jair Bolsonaro, o bispo Macedo deve ser ofendido de forma leviana?”, completa a nota.
O PT é assim mesmo. Tenta desvirtuar fatos, cria factoides e age de forma dissimulada. Ainda ontem, na propaganda eleitoral, Haddad pediu ao eleitor que não desse importância às postagens no WhatsApp. Antes o PT adorava as redes sociais, mas após a Lava Jato, quase tudo que corre na internet é considerado por petistas, como sendo Fake News. Tentam ocultar o que fizeram e disseram de errado durante os governos petistas de Lula e Dilma.
Mas a farsa petista está prestes a acabar. Os petistas não entenderam até agora (mesmo tendo levado uma surra nas últimas eleições municipais) que o brasileiro se cansou de tanta mentira e corrupção. E o povo brasileiro, que um dia deu voto de confiança ao petista Luiz Inácio Lula da Silva, um semianalfabeto que não tem graduação e que nada entende de economia e que frustrou toda uma Nação, agora quer eleger um homem que é deputado federal por sete mandatos consecutivos, pai de família que educou muito bem seus filhos, militar da reserva que acredita na união dos brasileiros e em Deus para superar os problemas que afligem o País.
O Brasil de hoje elegeu uma voz contra a corrupção, descaso e violência. O Brasil de hoje não quer mais um simples presidente confortavelmente instalado no Palácio do Planalto. O Brasil de hoje quer um líder e por isso colocou neste segundo turno das eleições, mais de 50 milhões de votos em Jair Bolsonaro para presidente.
Por outro lado, os presidenciáveis Ciro Gomes, que aparece em vídeo na internet descendo o porrete em Haddad, decidiu viajar para não ter que declarar voto a Haddad. A oportunista Marina Silva decidiu ser oposição a “qualquer um que vencer”, assim como o xuxu Geraldo Alckmin, que não decolou e preferiu ficar mais uma vez em cima do muro esperando para ver quem vencerá a disputa para depois pedir cargos para o seu partido, o PSDB.
Bolsonaro é homem vivido dentro do Congresso Nacional. Ele conhece os ratos e as armadilhas do mundo político e por isso não teme dar nomes aos bois porque tem o suporte da maioria dos brasileiros. Bolsonaro é a mudança que o Brasil precisa e o terror para petistas acostumados com dinheiro fácil.
Os tempos são outros, e definitivamente é preciso fazer uma faxina geral no Brasil. E desta vez não será preciso chamar o Meirelles. Basta colocar Bolsonaro no Planalto para acabar de vez com as mentiras do PT para o Brasil voltar a crescer, sem corrupção nem divisão. O ódio petista contra Bolsonaro, que sempre defendeu as investigações da Lava Jato, se deve apenas a um fato: A Lava Jato impediu que o PT roubasse nestas eleições e por isso acabou o dinheiro que em outras eleições era desviado para milionárias campanhas políticas de conhecidos petistas. Acabou a farra com o dinheiro público!
Bolsonaro é, ao meu ver, a resposta de Deus ao clamor de milhões de brasileiros que tão somente querem viver bem e em paz, sem violência nas ruas, sem corrupção e com saúde pública eficiente, transporte público digno, educação de primeiro mundo, impostos baixos e respeito ao cidadão que paga os salários dos políticos. Simples assim.
E votar em Haddad significa dar uma nova oportunidade à quadrilha petista que assaltou nosso país nos últimos anos, cujo líder máximo, o ex-presidente Lula, foi condenado por corrupção e está preso em Curitiba cumprindo pena.
Neste segundo turno das eleições, será o voto do bem contra o mal, da verdade contra a mentira, do Brasil novo contra o Brasil velho, da esperança contra o medo, da ordem contra a desordem. Bolsonaro reúne todas as virtudes que o eleitor deseja ver em um candidato: Formação superior, experiente, trabalhador, honesto, defensor da família, cristão e visionário.  E além de todas as qualidades, o candidato do PSL ainda é líder, um patriota que defende a liberdade de imprensa e de expressão, alicerces da democracia.
É o que precisamos neste momento e por isso no dia das eleições, sairemos às ruas com a família, vestidos de verde e amarelo porque amamos nosso Brasil e queremos mudança já, com a eleição de Jair Bolsonaro para Presidente do Brasil.
Fonte: Blog do Donny Silva
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário