Advogado ficava com a aposentadoria da cliente idosa de 81 anos

Uma idosa de 81 anos alega ter sido vítima do crime de estelionato cometido pelo próprio advogado. Ela contratou o profissional para conseguir a aposentadoria por idade, mas teria sido enganada por cerca de dois anos pelo advogado. Ele teria recebido R$ 35 mil em nome dela, durante esse período..
Acreditando estar aguardando a Justiça, a mulher ficou todo este tempo sem receber nada. Somente após uma denúncia anônima, dando conta de que o advogado estaria cometendo crimes de estelionato contra os clientes, ela teve ciência de que teria direito a pagamentos anteriores e, ainda, que poderia ter começado a receber a aposentadoria há bem mais tempo.
Em busca de ressarcimento, a idosa registrou um Boletim de Ocorrência em Sinop (500 Km de Cuiabá). No registro de ocorrência, a vítima relata ter solicitado a aposentadoria junto com o advogado no ano 2011, e até hoje não teria recebido nenhum valor.
“Recebemos uma ligação anônima avisando que o advogado recebeu as aposentarias atrasadas da minha mãe. A pessoa que ligou disse ainda que minha mãe não é a única vítima dele, pois o advogado está fazendo isso com mais pessoas”, conta o filho da aposentada, que prefere não se identificar.
A atual advogada da família, Cibele Silva Ferraço, informou ainda que o advogado anterior teria cometido o crime de estelionato, já que por duas vezes enganou a família com cheques e depósitos falsos, na tentativa de justificar um suposto roubo do dinheiro.
“Temos todos os documentos que comprovam que o advogado acusado recebeu esse valor através de uma transferência bancária direto na conta dele, e não repassou nada para a cliente. Então denunciamos ele para o Tribunal de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e também já informamos a Justiça sobre o crime. Esperamos que ele seja responsabilizado o mais rápido possível”, explicou Cibele, dizendo ainda que vai entrar com um pedido de ressarcimento do valor com correção monetária.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário