Cabeleireiro é suspeito de matar após cortar cabelo e receber cantada

Um cabeleireiro, de 25 anos, foi preso suspeito de matar um rapaz, 18, em 2015, na cidade de Luziânia (GO), Entorno do DF. Apenas agora a polícia conseguiu indícios de que o autor do homicídio era Welder José Leite. O assassinato teria ocorrido após uma cantada.
O delegado responsável pelas investigações, Maurício Passerini, explicou que havia outros dois suspeitos, mas as provas de DNA mostraram que eles não poderiam ser os autores.
Ao delegado, nessa segunda-feira (18/6), Welder disse ter conhecido Adriano de Freitas Santos em um site de relacionamentos, no qual estava cadastrado para divulgar seu trabalho como cabeleireiro. “Ele disse que a vítima o convidou para cortar o seu cabelo”, relatou o delegado.
Welder contou ainda que o crime foi motivado, pois Adriano se insinuou e apareceu no quarto em que o cabeleireiro estava apenas de toalha.
Conforme informações da Polícia Civil, no dia 9 de outubro de 2015, Adriano foi encontrado morto pela mãe na residência em que viviam. A vítima estava amarrada sobre o tapete da sala, tinha sido espancada violentamente e estrangulada. Também foram identificados sinais de violência sexual.
Ao ser preso, Welder tentou negar o crime. Conforme o delegado, o suspeito apresentou sinais de estar mentindo durante todo o depoimento. Contudo, os policiais já possuíam provas de seu envolvimento com o crime. (Com informações do site Mais Goiás)
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário