Laudo confirma violência sexual em triplo homicídio

Divulgado nesta terça-feira (13/3), exame da Polícia Civil de Goiás confirmou que Suzete Santos Miranda, 32 anos, foi abusada sexualmente depois de ser morta com mais de 20 golpes de faca e tesoura. Os corpos de Suzete e de seus dois filhos, João Vitor, 6, e Joyce, 4, foram encontrados no último domingo (11), na casa onde a família morava,,, em Águas Lindas de Goiás.
De acordo com o delegado responsável pela investigação, Cléber Martins, há indícios de que as crianças também foram violentadas. No entanto, ele aguarda o resultado de outros exames para confirmar os abusos.
O principal suspeito, o cozinheiro Vladimir Andrade, 45 anos, nega ter matado e violentado Suzete e os filhos, de acordo com os investigadores.
Os familiares questionam a versão de que Suzete e o suposto assassino,o cozinheiro Valdimir Andrade, 45 anos, tiveram um relacionamento amoroso. “Eles não tiveram nada. Ele era casado, ela sempre fugiu dele. Mas ele não se conformava, a perseguia e abordava os meninos”, contou Tarsila dos Santos, 27 anos, tia das crianças.
Havia muito sangue pela casa, segundo Edvaldo. “Vi primeiro o corpo do menino [João Vitor] e me assustei. Quando entrei no quarto, estavam Suzete e Joyce. Muito triste”, lamenta o cunhado. A mulher levou pelo menos uma facada no peito e 20 tesouradas no pescoço. Os filhos foram mortos com golpes de tesoura. No domingo (11), o cheiro dos corpos ainda era forte na rua onde ocorreu o crime.
FONTE: METROPOLES

Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário