‘Meu filho chorou, procurou pela mãe e irmão na madrugada’, diz pai de criança que perdeu mãe em acidente

O menino de dois anos vítima do atropelamento que matou três pessoas na manhã de domingo já está em casa. Apenas com alguns arranhões pelo corpo, a criança passou a manhã brincando na casa de parentes. O avô, Man Sum Go, de 66 anos, permanece internado. Segundo familiares, está acordado e o estado de saúde é estável.


Pai da criança, Elton Henrique da Silva Freire, brigadista de 33 anos, perdeu um filho de seis meses, a esposa Ruth Ester de Jesus Carvalho, e a cunhada Gabriela de Jesus Carvalho atropelados enquanto caminhavam em uma pista para pedestres no Gama.
De acordo com ele, a noite foi difícil. “Eu já chorei tudo o que tinha para chorar. Nem formam lágrimas mais. Meu filho chorou, se desesperou, procurou pela mãe e irmão durante toda a madrugada”, conta.
O avô, desperto, só acordou no hospital. A família conta que ele tenta ser forte e, desde ontem, é levado do Hospital Regional do Gama ao Hospital do Base para exames.
Ainda não há previsão para os enterros. Os familiares ainda reúnem a papelada e lidam com a burocracia. Eles esperam conseguir dar o último adeus às vítimas na terça-feira, quando devem fazer uma manifestação pedindo punição.
Fonte: Jornal de Brasília 
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário