PF investiga grupo que tomava auxílio emergencial de outras pessoas


 

A Polícia Federal realiza nesta terça-feira (6) uma operação contra um grupo suspeito de fraudes no auxílio emergencial. São cumpridos dois mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão em Umuarama-PR.

De acordo com as investigações, os suspeitos usavam programas de computador que geravam CPFs existentes e diziam se aquele cidadão estaria apto a receber o auxílio. A partir daí, o grupo fazia o cadastro no programa do governo e retirava o benefício em nome da pessoa que tinha direito ao auxílio.

Os saques eram feitos diretamente no caixa eletrônico. Em alguns casos, o grupo também usou a ferramenta PIX.

Segundo as investigações, o prejuízo causado tanto às vítimas quanto ao governo é de aproximadamente R$ 1 milhão. Centenas de pessoas deixaram de receber o auxílio de forma correta por conta das fraudes do grupo.

A operação foi batizada de Checker porque é o nome de um programa usado para obter acesso aos CPFs. O líder do bando já foi investigado por crimes parecidos na região. Ele usava softwares desenvolvidos por hackers para as fraudes.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário