Bolsonaro sobre o DF: “Daqui a pouco, teremos meia hora para sair”


 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou nesta quinta-feira (11/3) o toque de recolher decretado no Distrito Federal pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). Em videoconferência da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa do Congresso Nacional, Bolsonaro disse que “daqui a pouco, a gente vai ter meia hora para sair na rua”.

Desde o início da semana, o Distrito Federal adotou toque de recolher, das 22h às 5h. A medida ocorre após o aumento de ocupação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) na rede hospitalar da capital da República.

“Aqui no DF, toma-se medida por decreto de estado de sítio. Das 22h às 5h, ninguém pode andar. Só eu poderia tomar uma medida dessa – e, mesmo assim, ouvindo o Congresso Nacional. Então, na verdade, uma medida extrema dessa só o presidente da República e o Congresso Nacional poderiam tomá-la e nós vamos deixando isso acontecer”, alegou o presidente.

“Amanhã outras coisas aumentam. O horário, hoje, é das 22h às 5h. Daqui a pouco, ele bota das 20h às 6h. Depois, das 18h às 8h. Daqui a pouco, a gente vai ter meia hora para sair na rua. E nós continuamos ficando quietos”, prosseguiu.

Foi a segunda vez que Bolsonaro criticou a medida. Na segunda (8/3), assim que soube da decretação do toque de recolher, o presidente reagiu: “É inadmissível”.

Durante a videoconferência desta quinta, Bolsonaro voltou a falar da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autoriza estados e municípios a adotarem, junto à União, medidas para combater a Covid-19.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário