Ibaneis decide fechar todos comércios não essenciais a partir desse sábado (27)




O governo do Distrito Federal antecipou as restrições ao comércio e serviços, que começariam na segunda-feira (1º), em meio ao agravamento da pandemia de Covid-19. Segundo o Executivo local, atividades não essenciais devem fechar as portas, a partir da 0h deste sábado (27), durante todo o dia.

O GDF afirma que apenas serviços essenciais poderão funcionar. 

 

No entanto, até a última atualização desta reportagem, o governo não havia informado quais estabelecimentos devem permanecer fechados.

 

"As novas regras serão editadas e publicadas em breve", diz o GDF.

A medida ocorre no mesmo dia em que a capital conta com a disponibilidade de apenas dois leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), entre as 180 vagas registradas para infectados pela Covid-19. A medida visa evitar ainda o contágio de possíveis variantes do novo coronavírus na capital.

 

Decreto anterior

No decreto de mais cedo, que começaria a valer na segunda, estava prevista a manutenção dos seguintes serviços:

Supermercados;

Hortifrutigranjeiros;

Minimercados;

Mercearias;

Postos de combustíveis;

Comércio de produtos farmacêuticos;

Clínicas e consultórios médicos, odontológicos, laboratórios e farmacêuticas;

Clinicas veterinárias;

Comércio atacadista;

Lojas de medicamentos veterinários ou produtos saneantes domissanitários;

Funerárias e serviços relacionados;

Igrejas, templos e demais locais religiosos;

Lojas de conveniência e minimercados em postos de combustíveis exclusivamente para a venda de produtos;

Escolas, universidades e faculdades da rede de ensino privada.

Há expectativa de que a lista permaneça a mesma, mesmo com a antecipação das restrições. As normas anteriores também previam a proibição de venda de bebidas alcoólicas, das 20h às 5h. Até a última atualização desta reportagem, o GDF não havia informado se essas regras seriam mantidas. 

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário