Hospital de Samambaia está com 100% dos leitos da UTI para Covid-19 ocupados


 

Após uma sequência de 13 dias com quedas entre 26% e 49%, a média móvel de casos da covid-19 voltou a subir neste sábado (20/2), segundo o boletim da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF). Na quinta (18/2) e na sexta (19/2), os dados apresentaram estabilidade. Neste sábado (20/2), o valor da média móvel de casos é de 668 — 16% maior que o cálculo de 6 de fevereiro, há 14 dias.


A média móvel — realizada a partir do cálculo, refeito todos os dias, da média simples entre o valor do dia e dos seis anteriores — é calculada para facilitar a visualização da tendência de crescimento de casos da doença e das mortes.

Em 24 horas, foram registrados mais 748 casos da covid-19, o que elevou o total de infectados desde o início da pandemia a 288.977. As mortes pela covid-19 no DF somam 4.747, com nove óbitos notificados neste sábado (20/2). Do número de casos, 279.108 são considerados recuperados (96,6%).

Ocupação

De acordo com a última atualização da SES, os leitos de UTI separados para a covid-19 estão 87,42% ocupados. O cálculo inclui hospitais da rede pública e os contratados, inclusive da rede particular. O Hospital de Campanha da Polícia Militar tem apenas 12,5% das camas de tratamento intensivo livres.

Os hospitais de Base, regional de Samambaia (HRSam) e Universitário de Brasília (HUB) — contratado pela secretaria — têm 100% dos leitos de UTI para a doença ocupados. Dos quatro hospitais particulares empregados pela SES, um tem 90% de ocupação dos leitos de UTI, dois estão com a metade disponível e um está 88,89% ocupado.





Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário