Motorista que matou ciclista em Samambaia, passa por audiência e responde em liberdade



 

Quase 11 meses após atropelar e matar o ciclista Jailson Barbosa, 34 anos, morador de Samambaia, na DF-459, via que liga Ceilândia a Samambaia, a motorista Luzia Ferreira de Assis, 25, passa, nesta quinta-feira (17/12), pela primeira audiência sobre o caso, no Tribunal do Júri de Ceilândia. Ela responde em liberdade.


A denúncia oferecida pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) acusa a mulher de homicídio doloso e embriaguez ao volante, uma vez que ela assumiu o risco de matar ao dirigir sob efeito de álcool e cocaína.

A 5ª Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Ceilândia também pediu à Justiça a fixação de valor mínimo para a reparação dos danos decorrentes da morte da vítima.

Para a irmã de Jailson, Núbia Aparecida, 39, os meses de espera têm sido difíceis. “Estou sempre atenta a qualquer novidade que possa acontecer. Queremos que seja feita justiça, pois não é fácil algo desses acontecer e sair impune”, comenta.

Segundo ela, não há como argumentar a favor da mulher que atropelou Jailson. “A gente quer que ela pague. Uma pessoa que bebe, usa drogas e, sem habilitação, pega um carro tem toda consciência de que pode matar alguém”, afirma.

Amigos protestam em velório de ciclista atropelado: “Foi crime" 

O caso
Jailson seguia para o trabalho pela ciclovia da DF-459 quando foi atropelado. O homem estava na direção de Ceilândia e Luzia trafegava no sentido contrário. O ciclista foi pego de frente e ficou bastante machucado. Levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC), ele morreu em 27 de janeiro.

O delegado responsável por apurar o acidente, Gutemberg Morais, na época, disse que a motorista confessou ter feito uso de cocaína.

De acordo com o policial, o teste do bafômetro feito por Luzia, na tarde de sábado (25/10/2020), acusou 0,51 mg de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. “O que a gente sabe é que o carro que ela conduzia estava a 200 metros de onde ocorreu o acidente”, destacou. A mulher, ainda de acordo com o delegado, saía de uma festa, em Ceilândia, e estava a caminho de outra, no Recanto das Emas.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário