Sobre volta às aulas particulares, Sinepe aguarda GDF




O Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF (Sinepe-DF) se manifestou sobre a proposta do Ministério Público do Trabalho (MPT) de volta às aulas em instituições privadas. O órgão aguarda um posição do GDF sobre o cronograma elaborado pelo MPT.
Na segunda-feira (3), o MPT enviou ao governo um projeto de retorno escalonado. O ensino médio e profissionalizante voltariam às aulas já na próxima segunda-feira (10); no dia 17 de agosto, seria a vez do ensino fundamental 2; por fim, no dia 24 de agosto, retornariam às escolas os alunos de ensino fundamental 1 e educação infantil.
Antes  da audiência de conciliação, o Sinepe já era contra a sugestão de se fazer um novo cronograma, mas pediu que caso fosse feito um projeto, ele deveria priorizar o retorno do ensino fundamental 1 e a educação infantil. O MPT acabou fazendo o contrário. Mesmo assim, o sindicato afirma que está à disposição com profissionais testados caso o GDF acate as sugestões do Ministério.


O mandatário também afirma que, caso alguma família seja contra mandar alunos às escolas, os estudantes poderão optar por estudar remotamente. “As famílias que desejarem permanecer em casa receberão aprendizagem remota à distância.”
O GDF tem até esta terça-feira (4) para se posicionar a favor ou contra o pedido do MPT. O ministério, por sua vez, tem até quarta (5) para proferir uma decisão. Caso a juíza da 6ª Vara do Trabalho de Brasília/DF opte pelo retorno já no próximo dia 10 de agosto, o Sinepe promete dar condições ideais de retorno para alunos e profissionais.


Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário