Mulher morta a facadas em Samambaia, é enterrada



O corpo de Edna Maria Timóteo de Sousa, de 41 anos, foi enterrado na manhã desta sexta-feira (17), no cemitério Campo da Esperança, em Taguatinga, no Distrito Federal. A mulher foi morta em casa na última terça-feira (14), na QS 307, em Samambaia. Edna deixa seis filhos.

Segundo a Polícia Civil, o crime foi cometido por uma adolescente de 16 anos e um homem de 31 anos, que foram detidos. A investigação aponta que a motivação do assassinato foi “queima de arquivo”.
De acordo com a corporação, a dupla queria impedir a vítima de falar sobre um suposto homicídio cometido por eles anteriormente.
Uma das filhas de Edna, Keiciane Timóteo, de 20 anos, contou que não conhecia os suspeitos do crime. “A gente nunca viu minha mãe com eles, não sei que tipo de relação eles tinham”, afirma.
De acordo com o delegado Daniel Monteiro, da 32ª Delegacia de Polícia, quem esfaqueou a mulher foi a adolescente, com ajuda do comparsa. Os nome dos suspeitos não foram divulgados.
A polícia, no entanto, não descartou totalmente a hipótese de feminicídio. O companheiro da vítima estava na casa no momento do crime e disse que não defendeu Edna por medo.

Três assassinatos

Edna foi uma das três mulheres assassinadas em menos de 15 horas em Samambaia, na última terça. Ela foi a segunda vítima.
O primeiro caso ocorreu em uma casa na QR 425. Uma jovem de 18 anos foi morta com um tiro pelo namorado. Segundo a Polícia Militar, o suspeito disse que disparou contra a vítima durante uma brincadeira de “roleta russa”. Ele foi preso em flagrante.
Já o terceiro caso ocorreu por volta das 19h30, na quadra 321. A vítima, de 42 anos, também foi esfaqueada em casa e morreu no local. Segundo a Polícia Civil, na quarta (15), o companheiro da vítima compareceu à delegacia e confessou o crime. Ele disse que se entregou por medo de ser linchado pela população.
Fonte: G1
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário