Homem que matou cadeirante após assalto é procurado


Kleison Sales Araújo, o “Zebra”, é procurado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Na última terça-feira (29), ele cometeu um assalto a um ônibus que fazia a linha Planaltina/Asa Norte e Sul. Além do roubo, ele atirou em um cadeirante, que morreu no local.

Após o latrocínio, o homem, que tem 37 anos, deixou uma sacola com alguns dos celulares roubados às margens da rodovia BR-020. Em análise ao material, os investigadores da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho) detectaram as digitais dele.
Kleison é interno do Centro de Progressão Penitenciária (CPP). Na terça (29), ele havia saído para trabalhar às 6h30 e teria de voltar às 18h30, mas fugiu após cometer o crime por volta de 11h. O suspeito tem oito passagens por roubo com emprego de arma de fogo; duas por formação de quadrilha; uma por corrupção de menores, entre outras.
Há a suspeita de que o procurado tenha fugido do Distrito Federal. Ele é natural de Esperantina, no Piauí.


A morte

Na manhã de terça (29), por volta de 11h, Kleison entrou no ônibus e, na altura da garagem da Viplan, em Sobradinho, anunciou o assalto. O coletivo fazia a linha 640.2 (Planaltina – W3 Norte/Sul). 
Em uma sacola, ele foi guardando os pertences dos cerca de 40 passageiros que estavam no coletivo. Quando ia descer, o cadeirante Marcílio Pereira da Silva Neto, de 57 anos, segurou a perna dele, tentando impedir que ele fugisse do local. Kleison, então, deu um tiro para cima na tentativa de fazer o cadeirante soltar sua perna, mas ele continuou segurando. Daí, o suspeito atirou no tórax da vítima.
Quando o Corpo de Bombeiros (CBMDF) chegou ao local, encontrou Marcílio Pereira da Silva Neto, 57 anos, já sem vida. Ele sofria de distúrbios mentais e já havia reagido a assaltos outras vezes.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário