DF tem quinta maior ocorrência de dengue por habitante no país



Dados do Ministério da Saúde mostram que, de janeiro a 24 de agosto, o Distrito Federal foi, proporcionalmente, a quinta unidade da Federação com maior incidência de dengue: 1.194,4 a cada 100 mil habitantes. Isso representa um aumento de 2.111,85% em relação ao mesmo período do ano passado, com 54 casos por 100 mil habitantes. O DF ficou atrás apenas de Minas Gerais, Goiás, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul. A média nacional ficou em 690,4/100 mil habitantes. Pela última atualização da Secretaria de Saúde, no entanto, o número é ainda maior: até 31 de agosto, a unidade teve 1.340,5 casos para cada 100 mil habitantes.


Em todo o Brasil, 591 mortes pela doença se confirmaram até 24 de agosto. 43 delas aconteceram no DF, o que representa a quarta maior incidência do país. Duas fatalidades são investigadas. Os estados com mais mortes foram São Paulo (217), Minas Gerais (135), e Goiás (46). Além disso, no DF, 840 pacientes tiveram dengue com sinais de alarme e 67 casos graves. Em 2018, a unidade registrou uma fatalidade, nove casos com alarme e três ocorrências graves.

Para combater o mosquito transmissor, o Ministério da Saúde lançou, nesta quinta-feira (12/9), a campanha “E você? Já combateu o mosquito hoje? Proteja sua família”. De acordo com o órgão, a previsão de investimento em ações de vigilância para 2019 está em R$ 1,8 bilhão.


O último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde mostra que, até 31 de agosto houve  41.572 casos prováveis da doença. A maioria dos casos, no entanto, aconteceram no primeiro semestre do ano. As cidades com mais registro são Planaltina (5.119), Ceilândia (4.063), e Paranoá (2.917).  

Outras doenças

Também transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, a febre chikungunya infectou mais pessoas no DF. Até o final de agosto, a incidência foi de 7/100 mil habitantes. No ano passado, o número ficou em 1,5/100 mil habitantes. No país, o Ministério da Saúde registra 53,1 casos para cada 100 mil habitantes. De acordo com a Secretaria de Saúde, o DF teve, até 31 de agosto, 413 notificações e 30 casos confirmados da doença, com uma morte e incidência de 0,96/100 mil habitantes. 
Já a Zika atingiu 4,7 pessoas a cada 100 mil habitantes. Nacionalmente, contabilizam-se 9,8 mil casos prováveis. O Distrito Federal teve incidência de 6,7 casos por 100 mil habitantes. No ano passado, o número ficou em 0,9. O GDF contabiliza 366 casos prováveis e 61 confirmados, com incidência de 1,96/100 mil habitantes. A febre amarela também infectou moradores. 79 casos foram notificados, sendo que 12 se confirmaram e um é investigado.


Cuidados para prevenir a dengue

Saiba quais cuidados tomar para evitar a proliferação do mosquito transmissor:
  • É preciso evitar água parada. Por isso, tampe baldes, caixas d’água e tonéis, deixe garrafas viradas para baixo e mantenha lixeiras sempre tampadas
  • Coloque areia nos pratos de vasos de plantas
  • Mantenha ralos e calhas sempre limpos
  • Use repelente
  • Acione a Vigilância Ambiental, SLU ou Novacap caso suspeite que um local é foco do mosquito. 

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário