Pais e alunos pedem militarização do CEF 407 de Samambaia



Um grupo de cerca de 40 pais e alunos do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 407, em Samambaia, protestou, na manhã desta segunda-feira (19/08/2019), contra o resultado da votação que rejeitou a adoção da gestão compartilhada com a Polícia Militar (PM) na unidade da rede pública de ensino do DF.


“Esse resultado negativo ocorreu apenas por parte dos professores e de alguns alunos que foram influenciados por eles. Tive boas referências quando matriculei meu filho de 11 anos aqui e também ouvi que a escola passaria pelo processo de militarização. As nossas crianças aprendem coisas absurdas e participam de festas com funk e baixaria dentro do colégio. Com a nova gestão, acreditamos que eles ficarão mais educados”, disse Sabrina Ferreira da Silva, mãe de um estudante do 6° ano do CEF 407.

Aluno do 7° ano, Micael Serpa, 13 anos, também participou do ato: “Estamos aqui com a certeza do que a gente quer para o futuro da escola. Perdemos a razão do voto, mas somos a favor da presença da PM. A insegurança que temos é grande”. “Fizemos um grupo dos pais para podermos lutar pelos nossos direitos. É segurança para os nossos próprios filhos”, disse Neide Evangelista, mãe de um aluno do centro de ensino.



Com informações do Portal Metrópoles
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

2 comentários:

  1. Tem que.militarizar todas as escolar o mais rápido possível, assim vai se formando uma nova sociedade com valores, disciplina, companheirismo etc.

    ResponderExcluir
  2. Militarização urgente para todos os colégios para formar cidadãos com melhores perspectiva. Esse jovens de hoje estão ridículos com índole de marginal.

    ResponderExcluir