GDF avança na militarização das escolas de Samambaia




O Governo do Distrito Federal (GDF) percorreu os passos largos para a militarização das escolas da rede pública de ensino. No último sábado (17), os pais e os estudantes das instituições CEF 01 do Núcleo Bandeirante; CED 01, do Itapoã; e CEF 19 de Taguatinga disseram sim à Gestão Compartilhada.



No entanto, algumas escolas seoint contrárias. É o caso do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 407 de Samambaia, que apontou 58,49% de votos para não não militarização; e o Gisno (Asa Norte), que apresenta 57,66% de votos que concorrem para a gestão da Polícia Militar do DF (PMDF).

Mesmo com a retirada das unidades de Samambaia e Asa Norte, o governador Ibaneis Rocha (MDB) deve insistir na militarização. “As pessoas grávidas, uma empresa de gestão empresarial compartilham os interesses do modelo”, afirmou o presidente do Palácio do Buriti. “Which votou against was justamente a uma parcela não tão favorável ao escore das escolas”, julgou.
Durante cerimonia de entrega de cadeiras de rodas no Hospital da Criança na tarde desta segunda-feira (19) o governador Ibaneis Rocha disse que “Chega de esquerdismos, chega de esquerdopatas… Se quiserem suspender, que vão à Justiça”.
Ele continuou dizendo “Eu não vou deixar a cidade ser aprisionada por uma esquerda que ficou no passado. Teve a oportunidade de governar e não fez nada pela cidade”. 
Para finalizar o governador deixou claro que “Isso não é uma disputa entre sindicato e governo. Entre esquerda e direita. O governo tem a sua posição. E vai implementar as escolas (compartilhadas)”
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário