Médicos indicados para compor sindicância serão trocados no Hospital de Samambaia



ASecretaria de Saúde do Distrito Federal informou que irá substituir dois ginecologistas indicados para compor sindicância aberta para apurar denúncias de negligência médica e violência obstétrica no Hospital Regional de Samambaia (HRSam). A troca ocorre após a pasta tomar conhecimento pela imprensa de que os médicos também são acusados de erros durante procedimentos.


Em nota, a secretaria disse que indicou os médicos por não tinha conhecimento dos processos. Isso porque, segundo a pasta, as ações estariam exclusivamente no âmbito do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) e Tribunal de Justiça (TJDFT). “Tão logo tomamos conhecimento da notícia, foi instaurado procedimento investigatório no âmbito da corregedoria”, informou a Saúde. Os especialistas Cláudio Lucio de Medeiros Albuquerque e Miltair Baeta de Mello serão substituídos.

Recentemente, o HRSam virou alvo de investigação policial após 15 pacientes denunciarem o descaso no hospital. As denúncias são apuradas pela 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte) e pelo Conselho Regional de Medicina (CRM-DF). Os relatos das vítimas narram que um bebê teve a clavícula quebrada durante o parto, restos de materiais cirúrgicos foram esquecidos dentro de uma paciente e que outras mulheres teriam sofrido maus-tratos de médicos do hospital. Oito profissionais são investigados.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário