Pessoas acampam em porta de mercado para conseguir uma vaga de emprego em Samambaia




Centenas de pessoas dormiram na rua à procura de uma vaga de emprego em um mercado em Samambaia. A empresa irá selecionar 170 funcionários a partir de sexta-feira (21/6), mas, na manhã desta quinta-feira (20/6), já eram cerca de 150 candidatos que chegaram ainda quarta (18/6) a procura de uma vaga.




Uma fila de barracas se formou na QR 122. Iasmin Carolina, 29 anos, está desempregada há oito meses e foi uma das pessoas que dormiu na porta do atacado. "Cheguei às 21h de ontem (quarta-feira). Depois que fiquei sabendo das vagas, corri para cá. Trouxe café, água, papel higiênico, colchão... É triste, mas não tenho outra opção", contou.


O mercado ainda passa por reformas, então quem aguarda na fila também encara poeira, faíscas de solda do teto, barro e muito sol pela manhã sem proteção de sombra. Na noite, o frio e a insegurança são as principais queixas dos candidatos às vagas. Uma pessoa chegou a ser detida pela polícia na madrugada desta quinta-feira (20/6), após causar transtornos urinando nas barracas. Ela estava sob efeito de álcool. 

Entrevistas só na segunda-feira

Segundo o gerente da unidade, Eduardo Petrotchelly, o mercado não tinha ideia de quantas pessoas fossem aparecer. "Agora estamos correndo com tudo para disponibilizar comida e água para as pessoas que estão na fila"

FONTE: CORREIO BRAZILIENSE
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário