Mãe e Companheira que esquartejaram o filho de 9 anos em Samambaia são espancadas na cadeia



De acordo com informações extra-oficiais repassadas por representantes do Complexo Penitenciário da Colmeia, as companheiras Rosana Auri da Silva Cândido e Kacyla Pryscila Santiago, presas por terem matado e esquartejado o próprio filho de 9 anos, foram  espancadas por outras detentas na ala feminina do presídio.



As duas foram levadas para a enfermaria da penitenciária em estado grave, com várias fraturas pelo corpo, após um grupo de detentas, revoltadas com a morte da criança, terem feito uma emboscada para agredir as duas criminosas.



O crime:

Rhuan Maicon da Silva Castro, 9 anos, foi morto e esquartejado na noite da última sexta-feira (31) em Samambaia, no Distrito Federal. A mãe da criança, Rosana Auri da Silva Cândido, e sua companheira Kacyla Pryscila Santiago Damasceno Pessoa confessaram a autoria do crime.

As duas foram presas no sábado (1) após investigações da Polícia Civil.

Em depoimento, as mulheres afirmaram que Rhuan Maicon foi morto com uma facada no coração enquanto dormia. Depois de terem cometido o crime, elas esquartejaram o corpo e tentaram queimá-lo em uma churrasqueira.

Como a tentativa de carbonizar o corpo não foi bem sucedida, elas colocaram o corpo da criança em uma mala e o jogaram dentro de um bueiro do bairro em que vivem.

Os membros foram colocados em duas mochilas, que ainda estavam na casa da família e seriam descartadas posteriormente.

O motivo do crime o torna ainda mais chocante. a criança, Rhuan Maycon da Silva Castro, segundo elas, lembrava muito o próprio avô, pai da assassina.

As duas mulheres falam em abusos: uma do pai da criança, a outra da própria companheira. Rosana seqüestrou o filho em 2015, enquanto a família do pai, no Acre, buscava incessantemente pelo filho, acionando a Justiça inúmeras vezes e postando fotos nas redes sociais, sem sucesso.



Aguardando Informações
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

12 comentários:

  1. Elas não devem morrer não.
    Elas têm q ser torturadas todos os dias
    Pedir pra morrer e mesmo assim não deixar q morram
    Pra sofrerem por tudo que esta criança sofreu😔💔

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São duas ordinária que não merece ficar comendo em nossas custa não eu o mataria aos poucos

      Excluir
  2. Mata ela só quando saírem da cadeia, esquartejar elas tbm ou então jogar no fogo, pra elas verem como e bom ser queimadas.

    ResponderExcluir
  3. Como eu faço pra ajudar as presas que agrediu elas Queria ajudar de alguma forma,eu q não dou sorte de encontrar essas duas mulheres covardes

    ResponderExcluir
  4. Era pra ter matado essas desgraçadas

    ResponderExcluir
  5. Oh mentira! Fake News, passou na tv que é mentira. ��

    ResponderExcluir
  6. Morreu não essa meseravel que pena que não já foro colo do capeta a inda deirão viva era ter mato logo

    ResponderExcluir
  7. o crime e errado mas não aceita esse tipo de crime seja onde for elas ainda estão e bem e o menino que foi morto tá como queimado e esquartejado quando a família que o amava não pode da nem um velório digno a criança

    ResponderExcluir
  8. Misericódia, onde vamos parar com tanta crueldade nesse mundo.

    ResponderExcluir
  9. Notícia falsa! Cuidado com as notícias que compartilham!!

    ResponderExcluir