Governo do Acre pagará traslado do corpo de Rhuan de Samambaia a Rio Branco



Maycon Douglas Lima de Castro, 27 anos, ainda tenta aceitar a perda do filho Rhuan Maycon da Silva Castro, 9, brutalmente assassinado pela própria mãe e pela companheira dela na noite da última sexta-feira (31/05/2019), em Samambaia Norte. Ele contou ao Metrópoles ter conseguido ajuda do Governo do Acre para fazer o traslado do corpo de Rhuan até a capital do estado, Rio Branco, onde mora.
CARBONARO ADVOGADOS


Fábio Martins, um dos coordenadores dos conselhos tutelares do Distrito Federal, informou que o procedimento será feito por meio de parceria entre as Defensorias Públicas do DF e do município acriano. A previsão é de que o pequeno seja levado ao Acre nesta terça (04/06/2019) ou quarta-feira (05/06/2019). “Decidimos fazer o sepultamento aqui. O corpo vai vir direto para ser enterrado”, conta o pai de Rhuan.
À reportagem, Maycon explicou que não conseguiu recursos para vir a Brasília, já que está desempregado. Por isso, buscou ajuda de Rodrigo Oliveira, pai da menina de 8 anos que testemunhou a morte e o esquartejamento do garoto, para pedir auxílio aos órgãos públicos. Também morador de Rio Branco, Rodrigo chegou ao DF nesse domingo (02/06/2019) para reencontrar a filha. Ela prestou depoimento na 26ª Delegacia de Polícia na manhã desta segunda-feira (03/06/2019). A garota é filha de Kacyla Priscyla Santiago Damasceno, companheira de Rosana.


O defensor público Celso Araújo Rodrigues, que está acompanhando o caso junto à família no Acre, conta que a parte mais difícil da burocracia para liberar o traslado do corpo foi vencida já nesta segunda. “A identificação do corpo, que geralmente demora 10 dias, conseguimos fazer com que fosse feita hoje. Agora, ele será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para que a certidão de óbito seja expedida”, explica.


O processo dentro do IML, afirma o defensor, é rápido. Ele estima que será possível entrar com a ação na justiça nesta terça. “Saindo a certidão de óbito, o defensor do Distrito Federal entra com a ação na Justiça e a gente deve conseguir uma liminar no mesmo dia. Já foi feito o orçamento de R$ 4.431,30 e tudo será pago pelo Governo do Estado do Acre.”
Com a decisão favorável, o corpo de Rhuan será levado em um voo de carreira para Rio Branco. “Precisamos de todas as autorizações para que a companhia aérea faça o transporte. Quando sair a liminar, a gente consegue tudo e consegue trazer o corpo para perto da família”, explica.


Sepultamento
Dessa forma, a criança poderá ser velada e sepultada ao lado dos parentes, atendendo o desejo do pai. Ele conta que as famílias dele e de Rosana Auri da Silva Cândido, mãe da criança, estarão unidas no momento. “A gente tá todo mundo junto, inclusive a família da Rosana. A mãe dela sempre foi nossa testemunha contra a própria filha. Não sei nem se pode chamar de filha.”
“Não durmo direito e estou há três dias sem comer. Não tem explicação para o tamanho da dor que estou sentindo. Não desejo isso para ninguém”
MAYCON DOUGLAS, PAI DE RHUAN

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário