Morre mulher atacada com ácido por ex-marido no DF

Após 13 dias internada no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), morreu, nesta quinta-feira (09/05/2019), Cácia Regina Pereira da Silva, 47 anos. No dia 25 de abril, ela foi vítima de um crime brutal. O ex-marido invadiu a casa dela, em Sobradinho, e jogou ácido no rosto e no corpo de Cácia. É o 11º feminicídio do ano registrado no Distrito Federal.

Câmeras de segurança registraram o momento em que o ex-vigilante Júlio César dos Santos Villa Nova, 55, entra no local onde cometeu o crime. Após jogar ácido sulfúrico nos olhos de Cácia, ele sacou um revólver, mas a arma falhou.

Nas imagens, Cácia sai correndo na rua, em busca de ajuda, após o ataque. Júlio tirou a própria vida após agredir a ex-esposa e usou a mesma arma, que não falhou, quando ele apertou o gatilho no ouvido.
De acordo com pessoas próximas ao casal, Júlio César conseguiu a chave da casa de Cácia – localizada em Nova Colina, em Sobradinho – e fez uma cópia sem que ninguém soubesse, o que reforça a tese de crime premeditado. As câmeras mostram o momento que ele chega ao local, desce do carro duas vezes. Na primeira, olha se tem alguém em casa. Na segunda, já com uma mochila nas costas, onde estaria o ácido, o homem abre o portão da residência da ex.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário