Policiais cumprem buscas em Samambaia em operação contra pedofilia e pornografia infantil na internet



A Polícia Civil do Distrito Federal cumpre 9 mandados de busca e apreensão no DF, na manhã desta quinta-feira (28), em operação que apura crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet.


A 4ª fase da operação Luz da Infância busca pessoas investigadas por armazenar, compartilhar e produzir pornografia infantil em 9 alvos na capital federal.



As ações ocorreram nos 26 estados e no DF. Os policiais saíram às ruas para cumprir 266 mandados e até 8h45, 62 pessoas haviam sido presas em todo o país.
No DF, a ação resultou na prisão em flagrante de cinco homens. As prisões ocorreram em São Sebastião, Vicente Pires, na Vila Planalto e em Samambaia.

A operação envolve 133 cidades e é coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Mais de 1.500 policiais participaram das buscas.
De acordo com a polícia civil do DF, houve também colaboração da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, por meio da Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega em Brasília.
As penas para os crimes investigados variam entre 1 e 8 anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil tem pena de 1 a 4 anos de prisão. Para quem compartilha, a pena é de 3 a 6 anos de prisão. A punição aumenta para 4 a 8 anos de prisão para quem produz esse tipo de material.

Terceira fase

Na terceira fase da "Luz da Infância", deflagrada em novembro de 2018, policiais cumpriram 69 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em 18 estados. No total, 63 pessoas foram presas em flagrante pelas operações. As prisões em flagrante ocorrem no momento em que policiais encontram materiais ilícitos.


Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário