Moradores da Expansão de Samambaia não aguentam mais mal cheiro




São os dois adjetivos mais usados pelos moradores do Setor Expansão em Samambaia, cidade satélite a 30 quilômetros do centro da capital do país, e que vivem cercados por dois ‘inimigos’ silenciosos mas que fazem mal a saúde e ao  bem estar psicológico de cada habitante daquela outrora área de preservação ambiental com matas, córregos, pássaros, ar puro e até animais agora em extinção: O aterro sanitário instalado pelo Governo do DF, e a fábrica da JBS, ou frigorifico JBS, que já foi Só Frango, Sadia e Perdigão mas que conserva o  mau hábito de perturbar a vizinhança com seus fedores mais desagradáveis: Os de adubos jogados na entrada do frigorífico, a beira da DF-180, e o eterno chorume do “lixão”, que já mandou embora muita gente moradora antiga do Setor Expansão.
UNID.SAMAMBAIA
Ali também, os acidentes de trabalho segundo moradores e vizinhos de trabalhadores, são constantes, já tendo havido morte de trabalhador que caiu em máquina de destroçar frangos.


E lá se vão eles perguntar de novo na mídia da capital, se não uma maneira de mudar a situação, unindo de forma correta a geração de emprego e renda, com uma vida mais pacata e saudável em um local tão cercado de verde como é aquela área.
O Governo do DF responde com um eterno e manjado “blá,blá,blá” do tipo “ estudos estão sendo feitos para encontrar uma situação que atenda a comunidade etc...etc...”, ao contrário da JBS que simplesmente não responde a associação de moradores do local e sequer emite uma nota a imprensa dando explicações sobre a situação e possíveis solução.
Aliás, nem por escrito e nem por telefone, num mutismo inexplicável. Parece que a JBS desconhece o significado da palavra assessoria de imprensa e relações com a comunidade que os recebeu.
O povo até que tentou sensibilizar as autoridades, mas em quase 5 anos, na da mudou.
Veja o texto do abaixo assinado que foi enviado ao então Governador Rodrigo Rollemberg e deve estar mofando numa gaveta ou jogado numa lixeira, há tempos:
JÁ SOFRÍAMOS COM O MAL CHEIRO EXALADO PELA JBS (FRIGORIFICO), NÃO BASTANDO ISSO, O MAL CHEIRO DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUAS E ESGOTOS E, POR ÚLTIMO, COM A TRANSFERÊNCIA DO ATERRO SANITÁRIO (LIXÃO) DA CIDADE ESTRUTURAL, PARA A NOSSA CIDADE, (EXPANSÃO DE SAMAMBAIA), SEM CONSULTA PRÉVIA À POPULAÇÃO LOCAL, ESTAMOS PADECENDO POR INÚMEROS EVENTOS VISÍVEIS OCASIONADOS POR ESTA TRANSFERÊNCIA, TAIS COMO: PRAGAS DE BARATAS, MOSCAS, MOSQUITOS E PERNILONGOS.

Karlão-Sam.
Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário