Samambaia é uma das sete cidades do DF que lideram os registros de crime por embriaguez no volante

Dados da Polícia Civil apontam que em dez anos de Lei Seca, mais de 14,2 mil condutores foram presos no Distrito Federal por dirigir embriagados. O maior número de registros ocorreu em 2015, com mais de 2 mil prisões. O menor foi em 2012, com 481 detenções no ano.
De acordo com o levantamento, Ceilândia é a cidade recordista nesse tipo de infração, com mais de 2 mil flagrantes entre junho de 2008 e julho de 2018. Além disso, ela é a região com maior quantidade de presos por alcoolemia, com 1,5 mil pessoas. Em seguida, vêm Taguatinga, com 1,3 mil prisões; e Planaltina, com mil.
Em Samambaia foram registrados 894 casos de alcoolemia. Além do destaque no número de prisões, as sete cidades do DF que lideram os registros de crime por embriaguez no volante são as mesmas que têm o maior número de mortos em acidente no trânsito nos últimos 10 anos. Ceilândia, com 229 mortos; Brasília, com 208, Taguatinga (159), Samambaia (93), Santa Maria (81), Gama (68) e Planaltina (66).
Segundo informações do Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), o número de prisões por alcoolemia caíram devido às ações de fiscalização. Em 2015, foram mais de 2 mil. No ano seguinte, foram 1,9 mil; e, em 2017, 1,7 mil. Até setembro deste ano, foram 1,3 mil. No entanto, as autuações administrativas por condução de veículo após a ingestão de bebida alcoólica aumentaram, passando de 11,8 mil em 2014 para 24,4 mil em 2017.
Com informações do Jornal Correio Braziliense
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário