Preso no Piauí homem que matou duas pessoas em Samambaia



Um trabalho conjunto entre o Ministério Público do DF com as polícias Civil e Militar resultou na prisão de um homem que estava foragido desde fevereiro deste ano. Aleno Jorge Eufrásio da Silva (foto principal) matou duas pessoas e feriu uma terceira durante uma festa na quadra 327 de Samambaia.

O acusado foi preso na manhã dessa quarta-feira (10/10) na cidade de Floriano, no Piauí, pela Polícia Civil do DF, que contou com o apoio de uma equipe da Polícia Militar do Piauí. Ele cumprirá a pena na capital federal.

Entenda o caso
Em 11 de fevereiro, ocorria uma confraternização em uma casa na quadra 327 da Samambaia. Por volta das 5h, o evento foi encerrado e várias pessoas ficaram aglomeradas na rua. Aleno e Luan Antônio Leopoldino da Silva, o seu comparsa, estavam no local. Em seguida, os acusados se envolveram em uma discussão motivada por bebida alcoólica. Luan Antonio continua foragido. Ele é considerado perigoso pela Justiça e é acusado de participar do crime ao ceder a arma a Aleno.
Em determinado momento, Aleno surpreendeu as vítimas ao sacar uma arma de fogo, que pertencia a Luan, e efetuou disparos direcionados a Mário Fran Pereira da Silva, Bruno Cardoso de Lima, 23 anos, e Francisco Felix David Rocha, 26. Mário não foi alvejado, mas Bruno e Francisco foram atingidos e morreram. Após o crime, eles foram até a residência de Aleno, onde pegaram dinheiro e fugiram.
De acordo com a denúncia do Ministério Público, os crimes foram praticados por motivo torpe (discussão a respeito de bebida alcoólica), recurso que dificultou a defesa das vítimas (elas estavam desarmadas) e perigo comum (quando os disparos foram efetuados enquanto outras pessoas estavam no local).
VaquinhaÀ época, servidores do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) uniram forças para auxiliar a família de Francisco Rocha, engraxate que dedicou uma década de trabalho no órgão e, nesse período, cativou a clientela no local. Comovidos pela tragédia e a história do rapaz, servidores da Corte arrecadam dinheiro para bancar as despesas funerárias.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário