Polícia Civil prende família que traficava até LSD em gotas em Samambaia


A 6ª Delegacia de Polícia deflagrou operação na manhã desta segunda-feira (22/10) para desarticular uma quadrilha de tráfico de drogas, especializada na comercialização de entorpecentes sintéticos e cocaína. Os criminosos atuavam na região do Itapoã, Plano Piloto e Samambaia. Doze pessoas são investigadas.

Estão sendo cumpridos 22 mandados judiciais, sendo 12 de prisão e 10 de busca e apreensão. Até as 8h, oito pessoas foram conduzidas à delegacia. Também foram apreendidos 300 comprimidos de ecstasy (cada um vendido por R$ 50), um tubo de LSD em gotas; e um quilo e meio de cocaína.

De acordo com a PCDF, uma família (pai, filho e nora) comandava o tráfico dessas substâncias. Ures Alves de Andrade, 44 anos, Luelson Mateus Diego de Andrade, 22, e Vanessa Sousa do Nascimento, 22, foram presos. Pai e filho são têm passagens por tráfico. Eles moravam em uma chácara no Lago Norte.
“Em uma segunda etapa, vamos aprofundar as investigações para chegar até os fornecedores. Hoje, a nossa prioridade foi desarticular a atuação desse grupo criminoso na nossa região”, delgado-chefe da 6ª DP ,Erico Mendes.
Segundo o delegado, a família era proprietária de um bar no Itapoã, usado como fachada para a venda de drogas. “A movimentação no bar incomodava os moradores. A investigação, inclusive, teve início após uma denúncia anônima”, explicou Mendes. “Apuramos que, semanalmente, um integrante da quadrilha ia até Goiânia para pegar as drogas. Eles pagavam cerca de R$ 15 por cada ecstasy e revendiam por R$ 50”, completou.
As investigações começaram há seis meses. A operação foi batizada de Arpão e conta com o apoio da Divisão de Operações especiais (DOE) e da Divisão de Operações Aéreas (DOA), da Polícia Civil do Distrito Federal. A Polícia Federal prestou auxílio à PCDF com uso de cães farejadores.
FONTE: METROPOLES
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário