Sinpol-DF distribui informativo com índices da criminalidade na Rodoviária do Plano Piloto


O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) voltou à Rodoviária do Plano Piloto nesta quarta, 12, para mais uma manifestação contra o sucateamento da Polícia Civil do DF (PCDF).
Desta vez, foram distribuídos 50 mil folhetos que expõem os índices de criminalidade da capital do país com base nos dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2018, publicado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
Embora o Governo do Distrito Federal (GDF), em mais uma tentativa de mascarar a realidade, tenha exaltado alguns índices que considera positivos, a realidade é outra – o anuário atesta, inclusive, algo que o Sinpol-DF tem denunciado há anos: o DF é a 8º unidade da federação que menos investe em Segurança Pública, mesmo tendo, para isso, uma fonte específica de recursos, de mais de 13 bilhões só em 2018.
As mortes violentas intencionais somaram 554 casos em 2017, gerando um índice de 18,2 casos a cada 100 mil habitantes. Em São Paulo, por exemplo, esse índice é de 10,7.

Foram distribuídos 50 mil informativos com índices de criminalidade

O estupros aumentaram 26,7% enquanto a média nacional é de um crescimento de 8,4% no número de casos. Já as tentativas de estupro, que apresentaram queda de 2,9% na média nacional, cresceram 18,2% na capital do país.
Todos os dados já expostos pelo sindicato até aqui têm mostrado que o atual governo, além de não investir adequadamente na Segurança Pública, simula uma realidade que não condiz com o sentimento os brasilienses que saem às ruas. Os últimos quatro anos foram de total retrocesso na área, e é isso o que o Sinpol-DF tem denunciado ao realizar manifestações como a desta quarta.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário