Ex-mulher de Bolsonaro nega ter sido ameaçada e elogia deputado


A ex-esposa do candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, gravou um vídeo na noite desta terça-feira (25/9) negando que tenha sido ameaçada de morte pelo então companheiro. Ana Cristina Valle, que se identifica na gravação como Cristina Bolsonaro, diz que o presidenciável é "muito querido" por ela, e que não seria capaz de fazer o mal a ela. Ana Cristina é candidata a deputada federal pelo Podemos.

Relatórios despachados em 2011 da Embaixada do Brasil em Oslo, na Noruega, para a sede do Ministério das Relações Exteriores, em Brasília, revelam que Ana Cristina disse ter sido ameaçada de morte à época. Os telegramas, como são chamados no jargão diplomático esses textos datados de julho daquele ano, mostram os movimentos do capitão reformado do Exército para conseguir ter acesso à localização da mulher com quem se relacionou por uma década e do filho de ambos, Jair Renan, então com 13 anos.

No vídeo, publicado em um perfil no Instagram entitulado Bolsonaro Opressor 2.0, a ex-mulher do deputado federal diz que o documento é uma mentira. "Nunca. Pai do meu filho. Meu ex-marido. Ele é muito querido por mim e por todos. Ele não tem essa índole pra fazer tal coisa", defende a mulher.

Ana é é ex-servidora da Câmara Municial de Resende, no Rio de Janeiro e defende o ex-marido, lembrando o atentado sofrido pelo presidenciável em 6 de setembro, em Juiz de Fora (MG). "Ele está de pé depois de tudo o que aconteceu e vai continuar", disse.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário