Em entrevista, PM que reagiu a assalto e matou bandido em Samambaia relembra momento

“Salvar a vida das outras pessoas era o que importava naquele momento pra mim”, desabafou o policial militar de Minas Gerais que reagiu a uma tentativa de assalto a ônibus e matou um bandido, na tarde desta sexta-feira (3), na BR-060, em Samambaia. Em entrevista ao Jornal de Brasília, o PM, que preferiu não se identificar, afirmou que os bandidos estavam armados e muito agressivos quando entraram no coletivo que viajava de Santo Antônio do Descoberto (GO) para Taguatinga.
De férias para visitar a família, o itinerário do militar era claro: seguiria até Taguatinga, onde pegaria outro ônibus até o destino final: Uberlândia (MG). Ele teve a programação alterada por volta das 12h30, quando dois assaltantes anunciaram o assalto. “Eles entraram no coletivo e pediram para que todos deitassem, mas eu não consegui me abaixar imediatamente porque estava com minhas malas de viagem”, relembra o PM.
Irritado com a demora, o suspeito, conhecido como “Carroça”, desferiu uma coronhada contra o militar e roubou a carteira e o celular dele. “Quando ele virou de costas, abriu a minha carteira e identificou que sou militar. No mesmo instante, apontou a arma em minha direção. Foi aí que eu reagi, efetuei os disparos e ele caiu”, revela.
Ainda segundo o policial, o criminoso ainda tentou levantar e atirar contra ele novamente. “Fui mais rápido, efetuei outros disparos e ele acabou morrendo”, concluiu.
Testemunhas contam que o motorista também foi ameaçado pela dupla. “Ele falava para o condutor que, se ele parasse o ônibus, eles iriam atirar nele. Como ele ficou com medo, seguiu a viagem”, informa um passageiro que preferiu não se identificar.
O segundo suspeito, segundo a Polícia Militar do DF,  foi detido pelo policial de Minas Gerais e um segundo PM que também estava no coletivo. Populares tentaram linchar o outro criminoso, mas foram impedidos pelos militares. Após ser atendido pelo Corpo de Bombeiros, ele foi encaminhado à 26° Delegacia de Polícia, onde foi registrado o flagrante.
Um fiscal da Empresa Taguatur ressaltou que os assaltos a ônibus que seguem de santo Antônio para Taguatinga são frequentes. “Há algum tempo que esses assaltos já viraram rotina. Sempre chegam relatos de roubos ou tentativa para nós”.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário