Após a chuva, seca deve voltar a castigar os brasilienses no fim de semana

Resultado de imagem para chuva samambaia
Quando caíram os primeiros pingos de chuva no Distrito Federal nesta última quinta-feira (9/8), muitos brasilienses logo pensaram "Essa clima de Brasília é louco!". Chover em agosto não é tão comum, principalmente quando lembramos de 2017, ano em que esse foi o mês das mais baixas umidades registradas e da marca de mais de 100 dias de estiagem. Mas, se depender das previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), tudo pode voltar ao normal nesta sexta-feira (10/8).

O dia de hoje terá possibilidades mínimas de chuva, diferente de quinta-feira (9/8). Se elas caírem, serão em pontos isolados e com pouco tempo de duração. É isso que prevê o meteorologista Amilton Carvalho: "Há essa chance de chuva hoje, mas somente em torno de 30%, se a gente for calcular". Na quarta-feira (8/8), a porcentagem de possibilidade de chuva para o dia seguinte era de 60%, o que se concretizou e trouxe o fim dos 81 dias de estiagem.

A mínima registrada no DF hoje foi de 16,6ºC, enquanto a máxima poderá chegar a 28ºC. A umidade relativa do ar varia entre 90% a 35%, números que podem cair no fim de semana, já que a previsão é de calor e céu claro de sábado para domingo. A chuva dessa última quinta-feira (9/8) até aliviou um pouco aqueles que sofriam com as baixas umidades, mas não foi suficiente para mudar a característica marcante de agosto, a seca
 

Voltam as baixas umidades

Apesar desta sexta-feira (10/8) registrar uma umidade mínima de 35%, a previsão é de que esse número caia ao longo do mês, como alerta Amilton: "Sábado e domingo já serão dias de seca, sem chuva, e a temperatura tende a aumentar ao longo do mês, com a umidade caindo", disse o meteorologista.

Esse clima que deve voltar ao DF preocupa principalmente quando o assunto é saúde. O médico Renato Barra, doutor do Imagens Médicas de Brasília (IMEB), diz que esse tempo seco pode trazer várias complicações aos brasilienses, como irritação nos olhos e nariz, garganta seca, falta de ar, mal-estar e dor de cabeça, por exemplo. Mas é possível amenizar essas reações do corpo.

"O ideal é beber bastante líquido, cuidar bem da casa deixando um ambiente livre para a circulação de ar, bem limpo e sem a presença de objetos que acumulem poeira, lubrificar os olhos utilizando o soro fisiológico, por exemplo, e deixar o sono mais tranquilo, umidificando o ar, através de umidificadores elétricos, ou até baldes e bacias cheias de água, ou toalhas umedecidas."
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário