Emocionado, Bolsonaro chora durante Hino Nacional


CASA DOS ÓCULOS
Deputado Jair Bolsonaro chorou durante o hino nacional, na abertura da convenção do PSL que oficializou seu nome como pré-candidato à presidência neste domingo; "Não temos um grande partido, não temos fundo eleitoral, não temos tempo na televisão, mas temos o que os outros não têm, que são vocês: o povo brasileiro", discursou; Janaina Paschoal, ao seu lado, ainda não foi anunciada vice

No discurso de abertura do evento no Rio de Janeiro, o presidente do PSL, Gustavo Bebianno, declarou que em breve o Brasil vai enxergar quem é Jair Bolsonaro, de forma mais ampla. Segundo ele, Bolsonaro "é o exemplo da correção".
Bebianno disse que o pré-candidato vai "acabar com a palhaçada petista" de dividir negros e brancos, hetero de homossexuais. "Isso tem que acabar, povo brasileiro tem que se unir", afirmou. "Hoje eu posso dizer que sou, de forma hetero, apaixonado por Jair Bolsonaro", afirmou.
Já o pré-candidato disse ser o "patinho feio" nessas eleições. "Não temos um grande partido, não temos fundo eleitoral, não temos tempo na televisão, mas temos o que os outros não têm, que são vocês: o povo brasileiro", declarou. Sua fala também disparou críticas ao PT e ao centrão. "Quero agradecer Geraldo Alckmin por ter juntado a nata do que há de pior no Brasil ao seu lado", disse.
A advogada Janaina Paschoal, principal nome para ser vice na chapa, estava ao lado de Bolsonaro, mas a aliança ainda não foi anunciada durante o evento. Em seu discurso, ela fez crítica aos seguidores de Bolsonaro e ressaltou que "não se ganha eleição com pensamento único".
"Não se governa uma nação com pensamento único. Os seguidores, muitas vezes, do deputado Jair Bolsonaro têm uma ânsia de ouvir um discurso inteiramente uniformizado. Pessoas só são aceitas quando pensam exatamente as mesmas coisas. Reflitam se não estamos fazendo o PT ao contrário", alertou.
Com informações da Reuters
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário