PCDF mira grupo que roubava e furtava comércios da capital

A Polícia Civil do DF, por meio da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri), deflagrou, na madrugada desta quinta-feira (10), a Operação Cognatus. A ação visou o cumprimento de seis mandados de prisão preventiva e dois de prisão temporária, além de seis mandados de busca e apreensão domiciliar no Guará, Paranoá e no Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN)
Segundo a PCDF, cinco pessoas já foram presas e duas armas de fogo apreendidas. De acordo com o chefe da Corpatri, delegado Marco Aurélio Vergílio, os autores presos são acusados de integrar um grupo criminoso armado, atuante em todo Distrito Federal, principalmente nas áreas do SAAN e SOFN, especializados na prática de furtos e roubos de veículos e comércio, além de receptação.
“Os autores escolhiam os estabelecimentos após dias de vigilância no local para descobrir a rotina do comércio, a quantidade de funcionários e a existência ou não de câmeras de segurança, rota de fuga e dias de pagamento”, conta o delegado.
As investigações ainda apontaram que os criminosos escolhiam o horário do almoço para a prática dos crimes e que os veículos roubados pelo grupo eram quase sempre encomendas feitas por terceiros. No levantamento dos locais, os autores contavam com a participação de parentes, geralmente mulheres, para não levantar suspeitas.
Também foram identificados alguns receptadores dos produtos furtados/roubados por essa associação criminosa, os quais, inclusive, já estão respondendo criminalmente por seus atos.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário