Em meio à polêmica do preço, litro da gasolina chega a R$ 4,78 no DF


O brasiliense já está pagando até R$ 4,78 pelo litro da gasolina comum à vista ou com cartão de débito. O aumento chegou às bombas no fim da tarde desta terça-feira (22/5). O valor é 3,6% maior que os R$ 4,61 cobrados durante a manhã em postos do Distrito Federal.

O reajuste chega em meio a protestos em massa pelo país dos caminhoneiros. Para eles e a população em geral, abastecer tem ficado cada vez mais caro.

As sucessivas altas dos preços nos últimos meses estão obrigando o brasileiro a fazer contas na hora de encher o tanque. No Distrito Federal, a média do preço cobrado pelo litro da gasolina é R$ 4,24, segundo dados mais recentes da Agência Nacional de Petróleo (ANP). O valor é 173% mais caro do que quando o derivado do petróleo sai da refinaria, a R$ 1,55.
Após uma sequência de reajustes praticamente diários e da pressão dos caminhoneiros, a Petrobras anunciou que reduzirá os preços da gasolina em 2,08% e os do diesel em 1,54% nas refinarias a partir desta quarta (23).
Desde julho do ano passado, a Petrobras adotou a política de reajustes frequentes nos combustíveis. Até agora, a gasolina já teve aumento de 57,34% nas refinarias. A escalada dos preços acompanha a volatilidade do mercado internacional, com a disparada do dólar e do petróleo.
Mudanças de comportamento
A variação no preço da gasolina provocou mudanças no comportamento dos brasilienses. Se antes as idas aos postos eram menos frequentes e o tanque saía cheio, agora há quem escolha abastecer “a conta-gotas”. A estratégia dos condutores tem dois propósitos: ver o valor do combustível cair nos próximos dias ou encontrar promoções pelo caminho.
O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF) atribui os preços exorbitantes nas bombas à alta carga tributária praticada no país. Sobre a mais recente alta nos preços da gasolina no DF, a entidade não quis se manifestar.
Gasolina a R$ 2,98
Quem quiser encher o tanque terá a chance de fazer isso nesta quinta-feira (24). A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Jovem promove em 17 estados e no Distrito Federal, a 10ª edição do Dia da Liberdade de Impostos (DLI). Na capital do país, três postos da rede Jarjour vão vender gasolina a R$ 2,98 o litro.
Os estabelecimentos da rede localizados na Asa Norte, na Asa Sul e em Taguatinga, estarão disponíveis 30 mil litros de gasolina com o desconto (10 mil em cada unidade), sendo que cada motorista poderá abastecer 20 litros, com pagamento apenas em dinheiro. A ideia é que o maior número possível de consumidores possa aproveitar o preço e protestar. A dica é chegar cedo.
FONTE: METROPOLES

Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário