Desistência de Joaquim Barbosa enfraquece palanque de Rollemberg

Defensor de primeira hora da candidatura de Joaquim Barbosa ao Planalto, o governador Rodrigo Rollemberg amarga o anúncio da desistência do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), feito na manhã desta terça-feira (8/5), pelo Twitter. Barbosa era a grande aposta do Partido Socialista Brasileiro (PSB) para sair das sombras e finalmente assumir a cabeça de uma chapa nacional nas eleições.
Para Rollemberg, ter a companhia de um presidenciável – com potencial para conquistar votos no Distrito Federal – nos palanques era um alento diante do afastamento de antigos aliados e das dificuldades para estabelecer alianças em um cenário de pouca popularidade com os eleitores há poucos meses do início da campanha eleitoral.
Na tarde desta terça-feira (8), em agenda no Palácio do Buriti, o governador disse que o jurista “fará falta”. “A gente tem que respeitar. É uma decisão de caráter individual. O Joaquim Barbosa é um brasileiro que reúne todas as condições para ser presidente da República. Ele comunica valores que a população brasileira quer ver na política, portanto, sem dúvida, fará falta”, declarou o chefe do Executivo local.
O governador, porém, tentou minimizar a perda. Segundo Rollemberg, o partido continua em busca de construir uma unidade no campo progressista. “O PSB vai trabalhar para construir uma aliança de forças políticas importantes para o país”, concluiu.
Barbosa anunciou que ficará de fora do pleito pelo Twitter. “Está decidido. Após várias semanas de muita reflexão, finalmente cheguei a uma conclusão. Não pretendo ser candidato a Presidente da República. Decisão estritamente pessoal”, escreveu o ministro aposentado.
FONTE: METROPOLES
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário