“Forasteiros” sem histórico local querem ser eleitos em Samambaia

O vale-tudo para eleger-se, um fenômeno tem chamado atenção nos bastidores dos partidos: pessoas sem a menor – ou pouca – identidade com o Samambaia e no DF acreditam que conseguirão ser eleitos com votos dos brasilienses.
Na semana passada, o ex-craque de futebol Ronaldinho Gaúcho tornou-se o mais novo filiado do PRB. O ex-atleta deve concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados ou no Senado pelo DF, apesar de oficialmente morar no Rio de Janeiro. Ele, porém, não é o único “forasteiro” que adotou Brasília como domicílio eleitoral.
De olho nas eleições de 2018, Ricardo Berzoini (PT), ex-ministro dos governos Lula e Dilma Rousseff, tem domicílio eleitoral no Distrito Federal desde o ano passado. Ele foi eleito para a Câmara dos Deputados quatro vezes por São Paulo.
Embora tenha sido cogitado até como possível nome para o cargo de governador, o petista afirma ter recuado. “Por motivos familiares, não tenho condições de me dedicar o suficiente para uma candidatura. Agradeci a generosidade da militância que estava apoiando e da direção do partido. Vou ajudar como militante, nos momentos que puder”, afirma. Sobre o título de eleitor, declarou ter feito a transferência por “morar em Brasília desde 2003”.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário