Queda do viaduto: Faltou tempo, justifica Rollemberg

Questionado sobre a falta de prioridade em ações preventivas para evitar desastres como a queda do viaduto na região central de Brasília, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) justifica com o seguinte argumento: faltou tempo. Havia projeto e orçamento para recuperação desse viaduto. “Agora eles terão que ser revistos, justamente pela situação do viaduto ser outra”, argumenta o governador.
O chefe do Executivo também crava que o atual governo investiu em preservação valores superiores aos governos anteriores. “É muito importante registrar que, embora, apesar de toda a crise econômica, toda dificuldade financeira, que nós enfrentamos desde o início do governo, o nosso governo, diferentemente de outros, priorizou a recuperação de viadutos. Tanto é que nós fizemos oito. Não demos conta de fazer tudo, infelizmente não tivemos o tempo para fazer a recuperação desse aonde houve o desabamento”, afirma Rollemberg.
Matérias relacionadas:
Sobre a baixa execução orçamentária da Novacap, apontada em pesquisa do Siggo, onde o GDF deixou de investir R$ 56 milhões no ano passado, Rollemberg argumentou que a execução orçamentária do GDF para a manutenção de viadutos ocorreu em outras rubricas, totalizando R$ 67,7 milhões, ao longo de todo governo. A execução, por exemplo, nos viadutos da Rodoviária em função do volume de pessoas que transitam no local. O governador enfatiza que estava atendendo às recomendações do Tribunal de Contas.
O relatório do TCDF aponta riscos na Ponte do Bragueto. Segundo o governador, a obra está sendo acompanhada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), que inclusive está sendo reformada. O Conselho Regional de Engenharia (Crea) sugeriu a demolição do restante da estrutura do viaduto derrubado. O governador alegou que o tema ainda será analisado.
Outra polêmica é o veto do governo a um projeto de lei, vindo da Câmara Legislativa, que estabelecia inspeções e reformas anuais em pontes de viadutos do DF. “Esse projeto vetado por vício de iniciativa. É importante registrar que nós já temos os diagnóstico dos viadutos. E estávamos trabalhando na recuperação desses viadutos. Infelizmente as condições financeiras do Distrito Federal não permitiram fazer a recuperação de todos esses viadutos apontados na auditoria do TCDF em três anos de governo. É importante registrar que nenhum desses viadutos teve recuperação no governo anterior, onde foi apontado o relatório”.
Sobre o eventual ressarcimento aos donos de carros e demais veículos esmagados pela queda da obra pública, o governador argumentou que a questão ainda não está definida. Sobre a questão disse: “todas as possibilidades serão avaliadas”.
Batalha política
Aliados políticos de Rollemberg lembram que o governo de Agnelo Queiroz (PT) priorizou a polêmica reconstrução do Estádio Nacional Mané Garrincha. Obra de mais de R$ 1,7 bilhão, investigada pela operação Panatenaico da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, a partir de fortes indícios de superfaturamento e de um grande esquema de corrupção.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário