Vídeo mostra momento em que carro atropela e mata casal no Lago Norte


Imagens registradas por câmeras de segurança mostram o momento em que o carro, conduzido por Luciana Pupe Vieira, desgovernado, invade a calçada na QL 10 do Lago Norte e atinge o casal Evaldo Augusto da Silva, 75 anos, e Dulcinéia Rosalina da Silva,  70. Os dois morreram na hora. A motorista está internada no Instituto Hospital de Base (IHBDF), em estado gravíssimo. No vídeo, compartilhado nas redes sociais, é possível ver outras duas pessoas que caminhavam no local escaparem do veículo, pulando no gramado.

O acidente ocorreu no início da noite desta quinta-feira (18/1), no sentido Clube do Congresso, em um horário no qual muitos moradores caminham pela região. O velocímetro do veículo — um Mitsubishi ASX de placa JFT 6345 — ficou travado em 120 km/h – o limite de velocidade da via é de 60km/h.

Depois de atingir o casal, a condutora seguiu em frente, cerca de 300m do local do acidente, e só parou após colidir com um poste. Uma das hipóteses consideradas, após depoimentos de familiares da motorista, é que ela pode ter tido uma crise de hipoglicemia (baixa de glicose no sangue), já que é diabética. Assim, teria perdido os sentidos e o comando do automóvel.

Fotos publicadas nos perfis de Evaldo e Dulcinéia nas redes sociais mostram viagens do casal pelo mundo e a identificam como servidora da Câmara dos Deputados e ele da Receita Federal.
De acordo com testemunhas, o casal morreu perto do lugar onde morava, na QL 8 do Lago Norte. Os dois tinham acabado de retornar de uma viagem internacional, em celebração aos 50 anos de casados. As famílias do casal e da motorista têm amigos em comum.
FerragensA condutora Luciana Pupe Vieira, com idade estimada entre 45 e 50 anos, chegou a ficar presa às ferragens. Foi retirada do veículo pela equipe do Corpo de Bombeiros e transportada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Instituto Hospital de Base. Há suspeitas de que ela tenha sofrido traumatismo craniano, fratura no punho, fratura de vários dentes e escoriações pelo corpo.
Por causa dos procedimentos de resgate, não foi possível submeter a motorista ao teste de bafômetro, para atestar se ela estava alcoolizada no momento do acidente.
A Companhia Energética de Brasília (CEB) foi acionada devido à queda do poste, bem como outros órgãos, como PMDF e perícia da PCDF, que deve apontar as causas do acidente e a velocidade do carro no momento em que atropelou o casal. A via ficou interditada durante o atendimento, sob os cuidados do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF).
FONTE METROPOLES
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário