Cheirar roupa usada pelo parceiro ajuda a aliviar o estresse, sugere estudo

Buscando uma forma de diminuir o estresse? Uma visita ao cesto de roupas sujas do seu amor pode ajudar. É o que afirmam pesquisadores da Universidade de British Columbia, no Canadá. Em um experimento publicado nesta semana, o grupo de cientistas, liderado por Marlise Hofer, concluiu que cheirar roupa usada pelo parceiro romântico pode ajudar a reduzir os níveis de cortisol, hormônio liberado durante momentos estressantes.
RITHA FOLHEADOS“Muitas pessoas vestem uma camiseta de seus parceiros ou dormem do lado deles da cama quando eles estão longe, mas podem não perceber por que adotam esse comportamento. Nossos achados sugerem que o odor do parceiro, mesmo sem ele por perto, pode ser uma poderosa ferramenta para ajudar a reduzir o estresse”, afirmou Hofer, em um comunicado emitido pela universidade canadense.
Para realizar a pesquisa, os cientistas contaram com a participação de 96 casais, todos heterossexuais. Aos homens, foi pedido que eles usassem uma camiseta nova por 24 horas, e que, nesse período, não usassem desodorantes ou perfumes, não fumassem nem comessem certos alimentos que poderiam afetar seu cheiro.
Depois, disso, as camisetas foram congeladas para que o odor impregnado no tecido fosse preservado. As mulheres participantes foram divididas, então, em dois grupos. Uma parte cheirou a camiseta que havia sido utilizada pelo parceiro, enquanto as demais receberam uma peça utilizada por um estranho.
Nessa fase, as mulheres também foram submetidas a situações estressantes, como ter de resolver um problema em pouco tempo, e forneceram amostras de saliva que foram analisadas em laboratório. Também foi perguntado a elas se elas identificavam o cheiro dos parceiros na camiseta entregue a elas ou se aquele odor era de outra pessoa.

Estresse reduzido ao cheirar roupa do parceiro

Os resultados: as mulheres que haviam cheirado a camiseta de seus parceiros, apresentaram níveis mais baixos de cortisol (o hormônio do estresse), sendo que os índices eram ainda menores naquelas que tinham reconhecido o cheiro do parceiro na camiseta. Já as mulheres que cheiraram a roupa usada por um estranho apresentaram níveis mais altos do hormônio.
Os cientistas explicaram que a decisão de pedir para que as mulheres cheirassem a roupa dos parceiros, e não o contrário, se deveu ao fato de, notoriamente, as mulheres serem mais habilidosas na identificação de odores. Nada impede, portanto, que efeito semelhante ocorra em homens.
Professora de psicologia na Universidade de British Columbia, Frances Chen acredita que o estudo pode ajudar as pessoas a lidar melhor com o estresse no dia a dia. “Com a globalização, as pessoas estão cada vez mais viajando a trabalho ou se mudando para cidades longe de seus parceiros. A pesquisa sugere que algo tão simples quanto carregar um artigo de vestuário que foi usado pelo seu amado pode ajudar a reduzir o estresse quando se está longe de casa”, afirmou.
FONTE: CORREIO BRAZILIENSE
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário