Rodoviários pedem mais segurança nos coletivos em Samambaia


Os diretores do Sindicato dos Rodoviários DF se reuniram com o comando da Polícia Militar na última sexta-feira  para pedirem mais segurança dentro e fora dos ônibus que circulam no Distrito Federal, principalmente em Samambaia e Recanto das Emas, onde a incidência de assaltos é maior.

Para o diretor do Sinttrater, Diógenes Nery, o sindicato faz a sua parte em cobrar das autoridades segurança para o trabalhador. “Sabemos que esse não é um problema fácil de resolver, mas tudo que está ao alcance do sindicato está sendo feito. Pedimos aos companheiros que em hipótese nenhuma reaja a um assalto”, afirmou.

O crescimento da violência e dos riscos aos profissionais e populares vem crescendo nitidamente desde 2013. Tanto que de lá para cá, o sindicato dos Rodoviários coordenou uma série de manifestações por mais segurança e participou de reuniões com representantes do GDF e da PM. No ano passado, diversos protestos foram realizados para alertar os governantes sobre os riscos que o trabalhador corre diariamente nos coletivos.

Segundo um levantamento da Secretaria de Segurança Publica e Paz Social, os assaltos a coletivos foi o crime que mais cresceu no Distrito Federal no ano de 2016. De acordo com dirigentes da entidade, a onda de violência cresce a cada dia e regiões administrativas como Samambaia e Recanto das Emas, atualmente, são as que mais sofrem.

Fonte: CUT Brasília com Sinttrater
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário