Nova Lei dos assentos preferenciais gera discussão dentro de ônibus em Samambaia

Nesta segunda feira(04/09), o Governo do Distrito Federal pós em pratica a nova lei que todos assentos dos coletivos sejam preferencial.

Mas em um ônibus vindo da Rodoviária do Plano Piloto para Samambaia lotado,ao fim do espetáculo do dia 7 de setembro, três senhoras de idade de 65 e 70 anos pediu para que três jovens dessem o lugar para elas.

Os jovens inconformados começaram a discutir com as idosas, "Eu paguei a passagem, estou cansado também" disse um dos jovens.

O cobrador do ônibus precisou ir ate os jovens para retirarem e disse que todos assentos são preferenciais dentro do coletivo, os jovens com raiva desceram na parada seguinte.

Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

12 comentários:

  1. É complicado, deixar todos os acentos preferencial. As pessoas trabalham o dia todo, uns com serviço mais pesados e outros não, precisam sentar e descansar um pouco na volta pra cs dentro do coletivo. A maioria das pessoas, ainda tem q chegar em casa e cuidar da casa, dos filhos e todo serviço doméstico. Não é fácil.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o comentário acima,sabemos que o acentos preferenciais devem ser obedecidos. Porém nós trabalhadores e estudantes passamos o dia trabalhando e saímos do trabalho cansados e exautos. É uma questão a ser discutida.

    ResponderExcluir
  3. Temos q correr atrás dos nossos direitos também, sei que eles também precisam mas não é pq somos jovens que n estamos cansados também, esse governador de merda que esse povo escolheu só está ferrando com a gente, já que esse merda quem fazer isso com os coletivos então pq esse idiota não abaixa os valores das passagens? Pq além da gente pegar ônibus lotado, de está cansado, de ceder cadeiras pra pessoas que precisam isso não está certo

    ResponderExcluir
  4. Um país que precisa de lei para que as pessoas dê lugar para um senhor/senhora de 65 anos de idade não tem como dar certo. Isso não é questão de estar menos ou mais cansado, é de humanidade.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Sou a favor da gentileza. Eu cedo o meu lugar mesmo sendo normal para uma pessoa que necessitam.
      Só que haverá muitas pessoas que vão usar de má fé.
      Lbra que a maior idade de 65 anos precisa esta carimbada pela polocia civil. Tem que comprovar, daqui a pouco vao pintar o cabelo de branco e achar que ja tem idadE OU usar uma máscara. Kkkkkkk

      Muitas pessoas que nao sao deficientes e usam cartões de familiares que tem a necessidade vao achar que tem o mesmo direito. Pq nao existe a comprovacao se realmente aquele individuo é o dono do passe.
      Isso precisa estar informado que esse passageiro precisa comprar sua deficiencia.
      Vivemos em país com várias fraudes.

      Eu conheco pessoas que ultiliza aparelho no ouvido, mas adora uma balada. Agora vao usar que nao pode andar em pé no ônibus kkkk

      Isso é uma piada!!!!! 😀😀😀😀😀😀😀😀

      Excluir
  5. Nós vamos pagar passagens cara é ficar em pé só o que me faltava então coloca os ônibus só para os velhos.

    ResponderExcluir
  6. Nós vamos pagar passagens cara é ficar em pé só o que me faltava então coloca os ônibus só para os velhos.

    ResponderExcluir
  7. O problema não é assento preferencial, e sim uma frota com mais ônibus, eles demoram a passar e isso que gera toda essa discussão sem precisão, só o povo se juntar e cobrar mais ônibus das empresas simples assim

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. E a lei só entra em vigor daqui 90 dias... E tem um milhão de leis que as empresas e o governo não respeitam. O direito do consumidor é federal pra começar o debate! E também a que diz todos serem iguais perante a lei,

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir