Gasolina chega a R$ 4,29 no DF e já custa mais que arroz e feijão

Antes mesmo do aumento de 3,3% no preço da gasolina, anunciado pela Petrobras nesta segunda-feira (4/9) e que começa a valer oficialmente nesta terça (5), os brasilienses já se espantam com o custo do combustível. No fim da tarde, a reportagem encontrou o líquido sendo vendido a R$ 4,29 na capital, em postos do Lago Sul e do Guará I, para pagamento em cartão de crédito. Só nos primeiros quatro dias de setembro, a gasolina acumula um aumento de 10%.
A subida no preço dos combustíveis teve início após a correção do imposto PIS/Cofins sobre os produtos, anunciado pelo governo federal em julho. Desde então, o consumidor tem percebido aumentos sucessivos nos preços dos combustíveis. No mês passado, a gasolina já podia ser encontrada a R$ 4 o litro.
Nesta segunda (4), a reportagem também encontrou o produto a R$ 4,26 em um posto na Candangolândia, no crédito. No débito e no dinheiro, os valores são promocionais e ficam entre R$ 4,16, na Asa Sul, e R$ 4,19, no Guará. Com o aumento que começa a valer nesta terça (5), a situação deve ficar ainda pior.
Diante desses reajustes, é possível comprar quase todos os itens de uma cesta básica pelo preço de um litro de gasolina.
Um quilo de arroz agulhinha: R$ 3,35
Um quilo de açúcar refinado: R$ 2,39
Um quilo de feijão carioca: R$ 3,49
Dois biscoitos recheados: R$ 3,38
50g de café solúvel: R$ 3,09
Um quilo de farinha de trigo: R$ 2,55
Dois pacotes de 500g de fubá de milho: R$ 4,06
300g de goiabada: R$ 4,27
Dois pacotes de 500g de macarrão espaguete: R$ 3,58
900 ml de óleo de soja: R$ 3,49
Dois sachês de molho de tomate: R$ 3,18
Três quilos de sal refinado: R$ 3,75
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário