Agente da PF é presa em operação por passar informações ao tráfico

A agente da Polícia Federal Hélida Oliveira Vaz foi detida na segunda-feira (4) pela própria PF, durante a Operação Brabo, sob a suspeita de passar informações para traficantes que operam o tráfico internacional de drogas.

Integrante da Polícia Federal desde setembro de 2014, ela atuava em Brasília (DF) como agente administrativa classe A. O salário do cargo é de cerca de R$ 4.700.
Ela foi capturada em Águas Claras, no Distrito Federal.
A operação com mais de 820 agentes da Polícia Federal foi deflagrada em cinco Estados e prendeu 75 pessoas acusadas de integrar uma rede internacional de distribuição de cocaína.
O esquema tinha a capital paulista como principal entreposto e funcionava mediante pagamento de "pedágios" ao PCC (Primeiro Comando da Capital), atuando em ao menos dez países.
Entre os presos estão 28 funcionários do Porto de Santos, usado para o escoamento de drogas, que eram aliciados para colaborar com os traficantes.
O esquema vinha sendo investigado havia um ano, com informações repassadas à PF pelo DEA, o departamento de repressão às drogas dos Estados Unidos.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário