Pacientes apontam falta de remédios para diabete e hipertensão em postos em Samambaia

Pacientes de Samambaia que dependem da rede pública para tratar doenças como diabetes e hipertensão reclamam da dificuldade para obter os medicamentos nos postos de saúde da capital.

Elaine Nascimento de 32 anos, conta que falta medicamentos essenciais no Hospital Regional de Samambaia, e a falta de atenção dos servidores da saúde são de extrema grosserias ao passar informações.

Ela conta a nossa equipe que precisa do remédio, que está em falta.

Em nota, a Secretaria de Saúde negou a falta de insulina regular na rede, e disse que há estoques de insulina regular, NPH, Glargina e Determir – os nomes se referem a apresentações diferentes do mesmo hormônio, e cada uma é indicada para um tipo de diabetes. De acordo com a pasta, apenas a insulina ultrarrápida e o medicamento Diamicron estariam em falta, mas já estão em processo de compra – o prazo para reabastecimento não foi informado.

Samambaia em Pauta já havia mostrado a situação há dois meses, quando o estoque zerado foi confirmado pela Secretaria de Saúde do DF. Na época, a pasta argumentou que o problema ocorreu na distribuição do material, feita pelo Ministério da Saúde. Já o governo federal não explicou o motivo do atraso.
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário