Menores filmam estupro coletivo de menina de 11 anos no DF

A menina de 11 anos estuprada por quatro adolescentes e um homem na última terça-feira (10/1), no Recanto das Emas, foi ao local onde o crime ocorreu após ser convidada para fumar narguilé. Ao ser violentada, os agressores filmaram o crime. As informações são da Polícia Civil. A garota teria um relacionamento com um dos suspeitos, de 17 anos, que mora na casa onde o estupro ocorreu.

Na casa, além da jovem e do namorado, estavam outros dois adolescentes, de 13 e 15 anos, e Wesley da Silva Dias, 20. Segundo a Polícia Civil, a menina teria sido obrigada a ter relações sexuais com o namorado, Wesley, e um outro adolescente, enquanto outros dois jovens teriam assistido à ação.
O estupro foi filmado e o celular que contém a gravação, apreendido pelos investigadores. A polícia foi acionada pela mãe da garota que, em depoimento, afirmou que saiu em busca da filha porque a menina não tinha chegado em casa no horário habitual.
Aos investigadores, a mulher alegou que encontrou a jovem na rua, desnorteada. A menina então teria contado à mãe que havia sido vítima de estupro. Após o registro da ocorrência, a garota foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML), onde um exame comprovou atos libidinosos compatíveis com os descritos em depoimento. Depois, ela foi medicada e recebe acompanhamento psicológico.
O suposto namorado da vítima foi autuado por atos infracionais análogos a estupro de vulnerável, injúria e por filmar cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. Um outro adolescente, também de 17 anos, apenas por estupro de vulnerável.
Já os menores de 13 e 15 anos, acusados de assistirem à ação, foram autuados por “satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente”. Todos foram encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente II (Taguatinga Norte).
Já Wesley da Silva Dias, o único maior de idade a participar do crime, foi preso em flagrante por estupro de vulnerável e por crime de exploração sexual de menor. Ao ser detido, ele ainda vestia as mesmas roupas com as quais aparece no vídeo do crime.
Na última quinta-feira (12), Wesley foi submetido a audiência de custódia e sua prisão temporária foi convertida em preventiva. O acusado foi encaminhado ao Complexo Penitenciário da Papuda.
  Fonte:Metropoles
Share on Google Plus

About Criativo Publicidade

0 comentários:

Postar um comentário