Polícia decide indiciar por homicídio mãe e padrasto suspeitos de matar bebê em Samambaia



A Polícia Civil do Distrito Federal decidiu indiciar por homicídio qualificado o casal suspeito de agredir e matar a própria filha, de apenas um ano, em Samambaia. Inicialmente, a mãe Cecília Boudox, de 23 anos, e o padrasto Luís Lourenço, de 21 anos, informaram que Yasmim Boudoux morreu após cair do berço, porém, a hipótese não foi comprovada após laudo cadavérico indicar agressões.

O caso aconteceu em 13 de fevereiro, quando o casal levou a bebê no hospital e informou sobre a queda. Entretanto, Cecília e Luís foram presos no dia 4 de maio, após a perícia identificar uma série de lesões no corpo da criança, inclusive algumas que ocorreram antes da data do óbito.

Após a prisão da dupla, o delegado à frente do caso, Rodrigo Larizzatti, da 26ª Delegacia de Polícia (Taguatinga), informou que os laudos "afastam a possibilidade de queda do berço ou queda própria" como causa da morte. O caso está sob sigilo e, portanto, não conseguimos localizar a defesa dos investigados.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário