Cientistas criam antiviral com 99,9% de eficácia contra o coronavírus

 

Um antiviral com ação contra o coronavírus demonstrou 99,9% de eficácia em testes com camundongos nas primeiras fases de testes. O medicamento é desenvolvido por cientistas da Griffith University, na Austrália, e do centro de pesquisas City of Hope, nos EUA.

A tecnologia utilizada é inovadora e envolve RNA silenciador de genes (siRNA) para atacar diretamente o genoma do vírus, impedindo a replicação.

O material é envolto em uma cápsula de nanopartículas lipídicas que levam o siRNA até os pulmões do paciente, que tende a ser o local mais crítico da infecção.

“O tratamento com a terapia em camundongos infectados com SARS-CoV-2 melhorou a sobrevida e evitou mortes. Notavelmente, em sobreviventes tratados, nenhum vírus pode ser detectado nos pulmões", afirmou em comunicado um dos pesquisadores, o professor Nigel McMillan.

Outro ponto positivo do potencial medicamento é que ele é capaz de proteger contra uma família de betacoronavírus. Desta forma, pode ser usado no tratamento de variantes atuais ou que possam surgir no futuro.

“Também mostramos que essas nanopartículas são estáveis ​​a 4° C por 12 meses e em temperatura ambiente por mais de um mês, o que significa que este agente pode ser usado em ambientes com poucos recursos para tratar pacientes infectados”, continua McMillan.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário