Emoção e revolta marcam velório de vítima de feminicídio em Samambaia



Familiares e amigos da radialista e apresentadora de TV Evelyne Ogawa, 38 anos, se reuniram na manhã desta segunda-feira (29/3) para prestar as últimas homenagens. A mulher foi assassinada na noite da última sexta-feira (26/3) pelo marido, no apartamento onde viviam, em Samambaia, na QR 301.

Os presentes compartilhavam sentimentos de tristeza pela perda e revolta pelo feminicídio. Antes do enterro, familiares pediram um minuto de silêncio por todas as mulheres que sofrem violência doméstica ou que já passaram por essa dor. Ao fim, colegas também pediram uma salva de palmas por Evelyne, pela pessoa que ela foi.

O caso

Evelyne foi morta na noite de sexta-feira, mas o crime só veio à tona na tarde do último sábado (27/3), após Vinícius Fernando Silva Camargo, marido, se apresentar na 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte) na companhia de um advogado e confessar o crime.

Após a confissão do agressor, policiais civis foram até o apartamento, que estava trancado, e encontraram o corpo da radialista e apresentadora de TV. Evelyne foi morta estrangulada com um fio elétrico. Ela deixa um filho de 7 anos. A investigação segue no sentido de elucidar a motivação do crime

Antecedente

Vinicius já havia, em 2017, agredido uma ex-namorada. Em entrevista ao Correio, na época, a vítima afirmou: "Tenho medo que ele volte para terminar o que começou". De acordo com ela, a agressão teria começado após uma discussão simples. Ela chegou a ficar desacordada. O segurança de uma ótica vizinha à casa pediu auxílio a duas viaturas policiais que passavam pelo local.

Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário