Casos de Covid em jovens aumentaram 2800% no DF


 

Nesta quarta-feira (16), os secretários da Casa Civil, Gustavo Rocha; e da Saúde, Osnei Okumoto, realizaram uma coletiva de imprensa para atualizar as informações sobre as ações do GDF no combate à covid-19.


O secretário da saúde, Osnei Okumoto destacou o fato das internações de jovens em decorrência da Covid-19. Segundo ele, houve um aumento de 2800% no número de jovens hospitalizados e que cerca de 25% dos casos totais são ocupados por pessoas desse grupo.

Além disso, Okumoto explicou que, embora o índice de transmissão venha diminuindo, as medidas de segurança precisam ser cumpridas, como a utilizalização de máscaras, o distaciamento social. Entre os dias 9 e 16 de fevereiro, o DF ocupava a penultima posição na taxa de crescimento dos casos de Covid-19. Nesta semana, a capital ocupa a sexta posição neste índice.

Gustavo Rocha complementou a fala do secretário da saúde e destacou que o número de casos entre pessoas de 25 a 50 anos aumentou em 100%. Por outro lado, houve uma diminuição de 80% em notificações positivas entra o público acima de 80 anos. Outro ponto abordado por Rocha, foi a diminuição nas doações de sangue. O secretário da Casa Civil fez uma pelo para que a população continuem realizando as doações.

Em relação às denúncias de “gambiarras” no fornecimento de oxigênio em unidades de saúde, como o Hospital de Santa Maria, Osnei Okumoto afirmou que houve uma adequação na distribuição do recurso e que o termo citado anteriormente apresente uma conotação negativa e que não se aplica neste caso.

Sobre a distribuição das vacinas, o secretário da saúde alegou que não há uma priorização entre os estados. O que aconteceu foi o envio proporcional dos medicamentos de acordo com a necessidade das unidades federativas. Por isso, o DF vai solicitar o aumento da quantidade de doses recebidas.

Novamente, Gustavo Rocha alegou que a vigência do decreto está sendo analisada diariamente pelo governador do DF, Ibaneis Rocha, e que o chefe do Poder Executivo local determinará, caso haja a extensão das medidas restritivas ou se vai haver a flexibilização das determinações para setores da sociedade. Além disso, a autoridade afirmou que a troca de comando no Ministério da Saúde não afetará no plano de entrega das vacinas e pode haver uma melhora na aplicação da ação.

A respeito da construção de mais três hospitais de campanha, Osnei Okumoto informou que os locais serão instalados no estacionamento do Autódromo de Brasília e nas regiões administrativas do Gama e de Samambaia. Sobre o recebimento de respirados, o chefe da secretaria informou que a entrega será realizada pelo Ministério da Saúde a todos os estados do país. Os esquipamentos vão ser distribuídos para rede do DF.

O secretário da Casa Civil apontou que uma pesquisa registrou que 64% das pessoas entrevistadas apoiam a aplicação das medidas restritivas, como o lockdown, no Distrito Federal. Seundo ele, 980 cidadãos foram consultados pelo Instituto Exata, no período entre os dias 12 e 14 de março. Por fim, enfantizou que, embora o DF esteja melhorando no enfrentamento, é importante que as pessoas entendam a importância do cumprimento das medidas para volta à normalidade.


Share on Google Plus

About CRIATIVO PUBLICIDADE

0 comentários:

Postar um comentário